Read A velha casa de madeira e zinco by Luís Bernardo Honwana Online

a-velha-casa-de-madeira-e-zinco

"À vontade de fazer ficção, Honwana juntou sempre a necessidade de escrever textos de análise e reflexão.O livro ora editado - A Velha Casa de Madeira e Zinco -, contém textos de elevado interesse cultural e político, entre ensaios, crónicas, depoimentos e testemunhas, uns já publicados em livros, jornais e revistas nacionais e estrangeiras, e outros ainda inéditos. Os tem"À vontade de fazer ficção, Honwana juntou sempre a necessidade de escrever textos de análise e reflexão.O livro ora editado - A Velha Casa de Madeira e Zinco -, contém textos de elevado interesse cultural e político, entre ensaios, crónicas, depoimentos e testemunhas, uns já publicados em livros, jornais e revistas nacionais e estrangeiras, e outros ainda inéditos. Os temas abordados são vários, desde os que interessam à história recente do país ao sempre actual debate da língua portuguesa versus línguas nacionais, passando pela questão da identidade, pela análise literária e pela produção artística em Moçambique, entre outros. A novidade que o livro traz, diz o autor, é fazer os seus escritos funcionarem juntos e "ver o que nessa reconfiguração poderão eventualmente trazer de interessante" e também, acrescente-se, de valor literário, que realmente têm, além da sua actualidade inquestionável para a compreensão da realidade moçambicana."...

Title : A velha casa de madeira e zinco
Author :
Rating :
ISBN : 9928792879
Format Type : Hardcover
Number of Pages : 213 Pages
Status : Available For Download
Last checked : 21 Minutes ago!

A velha casa de madeira e zinco Reviews

  • Jo
    2018-12-20 19:44

    Neste "A velha casa de madeira e zinco", Luís Bernardo Honwana transporta-nos por reflexões e ensaios seus sobre a (re)construção de Moçambique antes e depois da independência. O livro reune textos sobre os primeiros 40 anos da nação moçambicana (e os tempos finais do colonialismo português), contados por quem os viveu na primeira pessoa e organizados em grandes temas como a cultura, as línguas, a libertação. Como unificar sob a mesma bandeira um país-nação que antes do colonialismo português e das fronteiras 'de régua e esquadro' eram várias nacões com línguas e costumes distintos? O que é o nacionalismo africano, e como tornar estas nações em países coesos numa era em que já não são aceitáveis guerras como forma de estabelecer e amadurecer fronteiras? Porquê a escolha do Português como língua oficial, a língua do colonizador tornada língua do movimento libertador? Pelas páginas de Luís Bernardo Honwana desfilam elementos da cultura moçambicana, da marrabenta à psikheledana, e personagens da história e cultura moçambicanas, de Samora Machel a Craveirinha, Malangatana ou Mia Couto.Um livro que recomendaria a qualquer português sob a ilusão do "bom colonialismo", para ler, reler e reflectir.